Uma ciclo viagem de Minas Gerais até Santa Catarina

20/11/2018

         O evento Sun Hunters Bike Land trará pessoas de várias regiões do Brasil. Como a Cândida, uma ciclo viajante que virá para o evento pedalando, ela sairá da cidade de Uberlândia em Minas Gerais e virá para a cidade de Rio Negrinho em Santa Catarina. São mais de mil quilômetros pedalados.

         Cândida conta que começou a pedalar ainda enquanto criança apenas como uma forma de lazer. Com o passar dos anos ela optou por fazer trilhas de MTB e usar a bike como meio de transporte durante seu dia a dia. Ela diz: "Eu percebi que existe um espaço muito pequeno para bicicletas tem pouco espaço dentro da cidade, elas têm uma competição muito grande com os carros. Depois de um tempo eu decidi fazer parte de um movimento chamado "biciciletada", que é formado por uma massa crítica que luta pela igualdade da bicicleta dentro do trânsito, eu estou envolvida com o movimento já faz um bom tempo."

        Por fim ela iniciou curtas viagens pela região onde morava, os famosos "bate e volta". Porém a vontade de acampar nos lugares por onde passava foi ficando cada vez mais forte. Então ela decidiu que iria oficialmente praticar o ciclo turismo, acampando. Ela foi gradativamente aumentando a quilometragem entre as paradas para descanso. Cândida alega que já passou por muitos "perrengues" durante suas viagens de bicicleta, tanto com os seus amigos também como sozinha. Já ficou sem água por muito tempo, se acidentou e mesmo assim teve que empurrar a bicicleta por muitos quilômetros até conseguir algum tipo de ajuda, por conta dos lugares retirados e despreparados onde isso ocorreu. Cândida diz que começou a observar muito mais o desrespeito que os motoristas têm com os pedestres, animais e a natureza. Ela conta que algumas vezes já chegou a ajudar animais atravessarem a rua para evitar que eles fossem atropelados. Por outro lado ela diz que também vê muita solidariedade e isso a faz perceber que na mesma proporção de pessoas hostis, existem pessoas muito generosas. Ela comenta: "Por mais que já fiz muito esforço em todas essas pedalas, quando eu chego ao meu destino e posso contemplar uma vista belíssima com um pôr do sol maravilhoso, todo o esforço vale a pena."

      Para Cândida as viagens de bike foram uma mudança de vida. Ela diz: "Eu tinha um certo medo em viajar de bike porque as pessoas falavam que era perigoso, depois eu percebi que essas pessoas vivem no medo constante, não saem de casa, vivem uma vida amedrontada. E nós temos que superar esses medos, então, no início as viagens de bike foram uma superação constante do medo, da ressignificação de crenças que eu tinha, até crenças pessoais mesmo onde eu tinha certa insegurança, onde eu acreditava que não daria conta e no final eu superava. Tudo dará certo se você estiver em sintonia com tudo ao seu redor, acabei percebendo que as viagens em si, trazem muitas coisas boas na vida, e momentos inesquecíveis. Em uma ciclo viagem, além de melhorar seu condicionamento físico, o que é inegável, você vai conhecer lugares novos" .

      E a próxima ciclo viagem da Cândida será sozinha, ela percorrerá pela américa latina até o México. Cândida conta: "Sairei em Janeiro de Uberlândia-MG. Fiquei sabendo do Festival Sun Hunters Bike Land pelo Facebook em um grupo de ciclo turismo, dei uma olhada na programação e achei o máximo, o lugar é lindo, então pensei em passar por lá."